AMOR E PAIXÃO

1986 - CBS - LP (138.307)
1986 - CBS - K7 (16.277)
1987 - SONY/COLUMBIA - CD (850.007/2-464368)
Produzido por Mazola
Assistência Artística: Eva Straus
Gravação: Estúdio Polygram – Faixa ‘Raras Maneiras’ gravado no Estúdio Floresta
Técnicos de Gravação: Jairo Gualberto, Ary Carvalhaes, Márcio Gama, João Moreira, Julinho

Auxiliares: Charles, Marcus Adriano, Barroso
Mixagem: ‘Lion Share’ – Los Angeles, Califórnia – USA
Engenheiro de Mixagem: Humberto Gatica
Auxiliar: Ray Pyle

Master Mixado em Sistema Digital Mitsubishi e Analógico
Arregimentação: Maurell
Montagem: Ronaldo Monteiro
Corte: Élio Gomes
Direção de Produção: Simone
Capa Idealizada e Produzida por Ísis de Oliveira
Fotos: Indalécio Wanderley
Design: Geraldo Alves Pinto
Brincos: Antonio Bernardo
Cabelo: Carlos Armando
Maquiagem: Gilles

Arregimentação da Orquestra de Cordas: José Alves
Copista: Germano da Luz
Cordas:
Violinos: Giancarlo Pareschi (Spalla), José Alves, Aizik Geller, Jorge Faini, Alfredo Vidal, Luiz Carlos Marques, Walter Hack, Carlos Eduardo Hack, Pascoal Perrota, Michel Bessler, Leo Ortiz
Violas: Nayran Pessanha, Frederich Stephany, Arlindo Penteado, José de Lana
Cellos: Alceu Reis, Jorge Ranevsky, Márcio Mallard, Jaques Morelenbaun
Contra-baixo: Sandrino Sandoro

Compartilhe esta página:
Lado A
O amor é mestre na arte de iludir
Armadilhas arma pra quem sonha ser feliz
O amor adora brincar, ele adora fingir

O amor, que mora na rua do coração
Tem uma vizinha de quarto, é a paixão
É bom saber nessa casa
Onde andar, onde estar, quem seguir

Pois o amor se esconde atrás de uma canção
E quem aparece pra gente é a paixão
A paixão é o lado nervoso do amor
A paixão que beija é a mesma que nos vai cuspir

A paixão é boca sedenta que quer tudo para si
É fogo do prazer
É brasa do sofrer

Mas amor que é mestre se torna um aprendiz
Com a paixão se envolve e agora se diz feliz
Assim a história tem esse final
Com amor e paixão
É que a gente
Vai ser feliz

Bateria Yamaha: Teo Lima
Baixo: Jorjão
Guitarra: Natan
Piano: Cristovão Bastos
Percussão: Robertinho Silva, Clodoaldo
Yamaha DX7: Juno Ricardo Leão
Sax e Flauta: Paul Lieberman
Palmas: Ricardo Mazola e Cristovão Bastos
Arranjo de Base: Cristovão Bastos
Arranjo de Cordas: Chiquinho de Moraes

Só eu sei
As esquinas
Por que passei
Só eu sei
Só eu sei
Sabe lá
O que é não ter
E ter que ter
Pra dar
Sabe lá
Sabe lá
E quem será
Nos arredores do amor
Que vai saber reparar
Que o dia nasceu

Só eu sei
Os desertos
Que atravessei
Só eu sei
Só eu sei
Sabe lá
O que é morrer de sede
Em frente
Ao mar
Sabe lá
Sabe lá

E quem será
Na correnteza do amor
Que vai saber se guiar
A nave em breve
Ao vento vaga
De leve e traz
Toda paz
Que um dia
O desejo levou

Só eu sei
As esquinas
Por que passei
Só eu sei
Só eu sei

Bateria: Picolé
Baixo: Jorjão
Guitarra: Natan
Piano Yamaha: Cristovão Bastos
Roland JX8P: Ricardo Leão
Yamaha DX7: Alberto Rosenblit
Sax: Paul Lieberman
Percussão: Clodoaldo
Arranjo de Base: Cristovão Bastos
Arranjo de Cordas: Chiquinho de Moraes

Ninguém mexe assim comigo
Nem esfrega em minha cara
Todos esses meus defeitos
Com tanta polidez

Nem ninguém me olha assim
Ninguém vê, dentro de mim
Ninguém entra em minha vida
Pra se alojar de vez

Ninguém vai guardar meus medos
A sete chaves e cadeados
Ninguém mais tem tanto zelo
E nem mais tanto cuidado

Ninguém brinca tanto e mais
Com a minha lucidez
Como você fez
Como você faz

Bateria Yamaha: Teo Lima
Baixo: Jorjão
Piano Acústico: Cristovão Bastos
Percussão: Clodoaldo
Piano Fender: Alberto Rosenblit
Arranjo de Base: Cristovão Bastos
Arranjo de Cordas: Chiquinho de Moraes

Meu bem você me dá
Água na boca
Vestindo fantasias
Tirando a roupa
Molhada de suor
De tanto a gente se beijar
De tanto imaginar
Loucuras

A gente faz amor por telepatia
No chão, no mar, na lua
Na melodia
Mania de você
De tanto a gente se beijar
De tanto imaginar
Loucuras

Nada melhor do que
Não fazer nada
Só pra deitar e rolar
Com você

Guitarra: Natan
Sax: Paul Lieberman

Juro do jeito mais sincero
Quero fazer você provar
Esse meu sonho de águas claras
Raras maneiras de me dar

Quero beber, tomar na cara
Tudo que pode acontecer
Entre as duas criaturas nuas
Deixa rolar a noite inteira
Fibra de nossos corações
Gosto, semente, maravilha pura
E tudo que a vida pintou
De sol
Na alma de nós dois

Amanhã
Será do jeito que Deus quiser
Pode sumir sem dizer adeus
O sentimento que foi valeu
Pode falar
Bem ou mal
Foi um tesouro no chão do mar
Jeito gostoso de te perder
Foi um desejo demais
Mania de ser feliz
E foi com você

Linn, Linn9.000, JX-8P, Yamaha MID-60, X-pander, Memory Moog, DX7, Jupiter 8, Emmulator II: Lincoln Olivetti
DX7, JX8P: Ricardo Leão (Introdução)
Baixo: Fernando
Guitarra: Natan
Percussão: Clodoaldo, Robertinho Silva
Detalhes: Mazola
Pandeiro: Simone
Arranjo: Lincoln Olivetti

Lado B
Não são sinceras as razões
De quem insiste em não lembrar
Do sentimento em flor,
O despertar do amor
Não se apaga mais dos corações

Amor nenhum tem tal poder
De provocar recordações
Bastou se ver mais uma vez
Para sentir que não passou.

Baixo: Jorjão
Guitarra: Natan
Piano, Teclados: Cristovão Bastos
Arranjo: Chiquinho de Moraes

Cada vez mais
Acredito no nosso amor
um amor explícito sem pudor
Parecemos dois,
Mas vistos a olho nu
Nós muitas vezes somos um

Acreditei
Meu amor, só quem ama é Rei
Como você se encaixa em mim
Eu sinto firmeza
Quebrando qualquer tabu
O nosso amor não vai ser blue

Eu vou sempre te curtir
Repetindo ‘I love you’
Com você, por que não ser clichê
Se tantas vezes somos um

Nós tantas vezes fomos um
Nós tantas vezes somos um

Bateria: Picolé
Baixo: Jorjão
Piano: Cristovão Bastos
Guitarra, Viola: Natan
Flauta: Paul Lieperman
Teclados: Nico Rezende
JX8P, D7: Ricardo Leão
Arranjo de Base: Cristovão Bastos
Arranjo de Cordas: Chiquinho de Moraes

Esta canção
Não é mais que mais uma canção
Quem dera fosse uma declaração de amor
Romântica
Sem procurar a justa forma
Do que me vem de forma assim tão caudalosa
Te amo, te amo
Eternamente te amo

Se me faltares
Nem por isso eu morro
Se é pra morrer
Quero morrer contigo
Minha solidão
Se sente acompanhada
Por isso às vezes sei que necessito
Teu colo, teu colo
Eternamente teu colo

Quando te vi
Eu bem que estava certo
De que me sentiria descoberto
A minha pele
Vais despindo aos poucos
Me abres o peito quando me acumulas
De amores de amores
Eternamente de amores

Se alguma vez
Me sinto derrotado
Eu abro mão do sol de cada dia
Rezando o credo
Que tu me ensinaste
Olho teu rosto e digo à ventania
Iolanda, Iolanda
Eternamente Iolanda
Iolanda
Eternamente Iolanda
Eternamente Iolanda

Baixo: Jorjão
Violão: Natan
Piano: Cristovão Bastos
Percussão: Clodoaldo
Yamaha TX7: Alberto Rosenblit
Roland JX8P, Yamaha DX7: Ricardo Leão
Arranjo: Maurício Fabrizio
Adaptação: Cristovão Bastos
Arranjo de Cordas: Chiquinho de Moraes

É triste a vida do cometa
Longe da luz do olhar humano
Meu coração longe do teu
É só engano

Amor que te quero amor
Bálsamo da minha dor
Me faz brilhar por ti
Viver em seu louvor
Eternamente por onde eu for

Eu sei que tanta gente existe por aí
Que quer sorrir e ser feliz
Esquece que o amor
É um deus sem vestimentas
Na paz e na tormenta
Brinca nu e infantil

Amor que te quero amor
Bálsamo da minha dor
Aponta as tuas flechas finas
Pro coração do Brasil

Te quero amor, no meu sangue
Também te quero nas ruas
Onde chora esta criança
Onde esmola este ancião
Onde te chamo e te canto
No fogo desta canção

Baixo: Jorjão
Piano Acústico: Cristovão Bastos
Flauta: Paul Lieberman
Piano: Cristovão Bastos
Arranjo de Cordas e Flautas: Chiquinho de Moraes

Chora cavaco, alegria é geral
Arrebenta faz o carnaval
Canta
Enfeita a avenida, oi
Completa o colorido
Solta o coração
Samba
A arte uma parte dessa vida
A vida pela escola preferida
No grito
Um arrepio de emoção
Aclamação, ô ô aclamação

É hora
É o povo na folia
É a fantasia
Bordando o chão

Vibrações
Bizus e melodias
O desfile marcado
O gogó afinado
A soberania
Rei por um dia
Em casa o ciúme da mulher
A luta pelo que der e vier
Um horizonte melhor
Um pedacinho do sol, ascender
Cantando coisas da gente
A voz que faz a semente florescer

Me leva amor, amor
No sonho até o amanhecer

Marcação: Edilton, Maurício, Jorge (Pepita), Claudinho,
Moisés, Paulo Netz, Ubiratan, Luciano, Luis Alberto,
Pinguim, Luiz Claudio, Waldir, Tunico, Elias, Isnaldo

Caixa: Luis Antonio, Sérgio Luis Dias, Argemiro,
Jacaré, Tatão, Edson, Toninho, Marcelo, Linguiça,
Carlos Augusto, Marcos Crispim, Hélio, Espião, Maja-Maiatá,
Taio, Paulo Vital

Tamborim: Edmilson, Geraldo, Rodiney, P.Renato,
Alexandre, Nelson, Manoel Vicente, Jair de Sousa, Isaac,
Julio Cesar, Amaro, Élcio, Sergio, Cleber, Alfredo, Luiz Marinho

Repique: C. Alberto, Pisca, Formigão, Djalma, C.Henrique,
Claudio de Oliveira, Celso Nascimento, Rogério, Dulico, Zé Carlos
Cuíca: Salim, Milton Pessoa, Zé Perreira, Juarez, Elias
Chocalho: Luis Cláudio, Walter, Guaraci, Severino, Waltenir, Ítalo, Alvinho
Cavaquinho/ Banjo: Marquinhos Lessa
Violão de 7 cordas: Dino
Arranjo de Bateria: Mestre Paulinho
Regência: Mestre Paulinho