CRISTAL

1985 - CBS - LP (138.297)
1985 - CBS - K7 (16.267)
1988 - SONY/COLUMBIA - CD (850.017/2 476308)
Produzido e Mixado por Mazola
Direção de Produção: Simone
Técnicos de Gravação: Ary Carvalhaes, João Moreira, Luiz Paulo, Luiz Claudio e
Jairo Gualberto
Estúdio de Gravação: Polygram ( Rio)
Auxiliares de Gravação: Marcos e Barroso
Estúdio de Mixagem: Transamérica ( São Paulo)
Engenheiro de Mixagem: Mazola
Auxiliar de Mixagem: Paulo Junqueira
Help Técnico: Luigi, Roberto Marques
Arregimentação: Gilson de Freitas e Paschoal Perrotta

Técnicos e Auxiliares de Gravação do Samba-Enredo
Técnicos: João Moreira, Jairo Gualberto, Luigi, Marcio e Julinho
Auxiliares: Charles, Barroso, Marquinhos e Manoel
Montagem: Ronaldo Monteiro
Corte: Elio Gomes
Capa:
Produção e Visual : Ísis de Oliveira
Fotos: Antonio Guerreiro
Design: Lobianco
Brincos: Antonio Bernardo

Compartilhe esta página:
Lado A
Parece até que tudo
Foi combinado,
Nascemos mesmo
Pra viver lado a lado
Tava previsto
Desde o início
Nos planos de Deus,
Nos encontramos
Pra pagar os pecados
Eu não reclamo,
Pagaria dobrado,
Porque te amo
E o que passei
Foi pra fazer você feliz
Devo agradecer aos céus
Pela chance de provar
Que esse amor maior
É tudo o que eu quero

Se às vezes fico entre
O outono e o inverno
É porque falta o seu
Calor, fogo eterno
Você me esquenta,
Me protege,
Me alimenta e dá prazer
O que posso mais querer
Tudo que esperei da vida
Você fez virar realidade
Minha metade
Meu desejo e fé,
Vou até o fim
Te adorando de verdade

Tinha de ser,
Nossos caminhos
Se encontraram
Meus olhos nos teus,
Vou até o fim
Te adorando de verdade
Vou até o fim
Te adorando de verdade

Bateria: Bala
Guitarra: Vitor
Baixo: Nico Assunção
Korg-DX-7: Wagner Tiso
Yamaha: Cristovão Bastos
Guitarra-Solo: Hélio Delmiro
Arranjo: Wagner Tiso

No arrastão
dos pescadores
Vinham discos voadores,
Iemanjás de porcelana,
Carruagens, caravanas
Num painel de fliperama

Vinha tudo que eu sonhava,
meu amor,
Um postal de Ituverava,
meu amor,
Vinham seios de sereias,
Meu São Jorge
em lua cheia
Meus castelos de areia

Meu cordão de carnaval,
A paixão mais tropical
Meu São João
junto à fogueira
Minhas festas
brasileiras
No arraial

No arrastão
dos pescadores
Vinha o céu
dos sonhadores,
Feito à mão
por bordadeiras,
Com lanternas
de traineiras
E estrelas verdadeiras

Vinha tudo que eu sonhava,
meu amor
Vinha um rio que
eu pescava ,meu amor,
Meus tesouros
e meus mapas,
Meus navios em garrafas,
Meu destino de pirata

Meu cordão de carnaval,
A paixão mais tropical
Meu São João
junto à fogueira
Minhas festas
brasileiras
No arraial

Ô lá lá
Toda vez que eu
Quiser sonhar,
Vou buscar o mar               

Bateria: Bala
Baixo: Nico Assunção
Piano: Luiz Avelar
Guitarra: Ricardo Silveira
Pandeiro: Marçal
Ganzá: Armandinho
Trombone: Edmundo Maciel
Trompete: Bidinho e Formiga
Flauta: Celso
Arranjo de Base: Luiz Avelar
Arranjo de Orquestra: Chiquinho de Moraes

Cristalinamente
Olhar a vida,
Cristalinamente ter,
Estar
Todo brilho interno
Conhecer
Pra poder dar e receber
Toda a gama do prazer

Cristalinamente
Olhar a vista,
Cristalinamente,
Ser, estar
Desvendar mistérios
e histórias,
Temores e sabores,
Degustando as sensações
Da beleza, cores,
Amizade,
Flor sã da grandeza
que existe no amor
Clareza, calma,
qualidade,alma
Agudeza na procura
do melhor

Fantástica viagem
até tocar o cristal de si
Fantástica viagem,
viver o cristal de si

Bateria: Teo Lima
Baixo: Jamil Joanes
Guitarra: Vitinho
Percussão: Cidinho
Korg-Yamaha-DX-7: Jotinha
Arranjo Jotinha

Minha presença
Dá notícias de você
É só eu chegar,
Meu sorriso,
Meu olhar
Espalham você
Por todo canto
Fomos ficando assim,
Almas tão parecidas,
Brilho em você,
Você em mim
Refletimos uma na outra
Como espelhos
E se parecem os desenhos
De nossos lábios vermelhos

A sua lembrança
Ilumina
Todo o meu interior,
Aceso dentro de mim
Feito cidade moderna
Eterna essa amizade
Enquanto somos irmãs,
Água da mesma fonte,
Fome do mesmo pão
Até nosso sangue
Deseja o pulsar
De um só coração

Bateria: Teo Lima
Guitarra: Vitor Biglioni
Baixo: Jorjão
Piano: Cristovão Bastos e Ricardo
DX-7: Kleberson
Flauta: Celso
Fagote: Antonio Elmer, Mendonça Bruno
Arranjo: Dori Caymmi

Ela me olha
e já subo nas paredes
Se ela me chama,
eu sou peixe na rede
É uma coisa assim tão louca,
Me deixa água na boca
Ela desfaz o que eu faço
e disponho
Ela refaz o roteiro
do meu sonho
É uma coisa assim tão louca,
Me deixa água na boca

Felina, menina,
Ah! Se ela me ensina
A maneira de alcançar
O céu dos seus desejos,
Mel, eu quero os beijos,
Quero o seu jeitinho
de andar
Ela sabe que chega,
Ela sabe chegar

 Por ela eu vivo
Nesta aflição 
Por ela dispara
O meu coração

Ela tem cor do pecado
mais gostoso
E tem  um jeito do olhar
misterioso
É uma coisa assim tão louca,
Me bota água na boca

Ela embaralha as cartas
do meu jogo
E bota lenha e acende
o meu fogo
É uma coisa assim tão louca,
Me bota água na boca

Bonita, dengosa,
Morena solar,
Será que eu posso 
merecer
O troféu do seu ciúme,
Quero o seu perfume,
Ah! se ela pedir
pra eu ficar,
Eu me entrego,
Eu nem quero pensar

Por ela eu vivo
Nesta aflição
Por ela dispara 
O meu coração

Bateria, Percussão, OBXA,DX-7: Lincoln Olivetti (Base)
Baixo: Paulo Cesar
DX-7: Serginho do Trombone
(Detalhes)
Prophet II : Robson Jorge
Sax: Leo Gandelman
Arranjo: Lincoln Olivetti

Lado B
Quem viver verá
que não foi em vão,
eu quero é muito amor
no coração 

 Meu samba
não tem dose certa
É um grito de alerta
Mensagem do nosso povo
É, ô, pois é,
uma palavra de amor
Que não se apaga
com a dor
Acende um sorriso novo

No coração festeiro,
Verdadeiro, brasileiro
Se faz a esperança
Em todas as crianças,
Os herdeiros
De nossas raízes,
Dos dias felizes
Que temos pra dar
O que é semeado
No nosso roçado,
Se quiser vai plantar

Chega de me dá, me dá,
Agora é toma lá dá cá

Vai ecoar
Nos quatro cantos
da terra
Nosso brado de guerra
Contra o fantasma
da opressão 
Simples como a gota
no oceano
Trago do cotidiano
Trincheiras
Contra a invasão

Quem viver verá
Que não foi em vão,
Eu quero é muito amor
No coração

Bateria: Wilson, Rodney, Sidney, Jorge, Gilson, Luiz, Célio, Álvaro,
Ronaldo, Hélio, Jaime, Renato, Silvio, Antero, Gerson, Wanderley,
Waldeci, Amir, Bira, Abílio, Sidney, Raimundo, Nelson, Moacyr, Bahia,
João, Paulo, Jorge Abel, Coelho, Darci, Orlando, Vanderley, Genésio,
Fernando, Almir, Alcides, Damiano, Elso, João da Silva, Timbozinho, Pelé, Tatu,
Neném, J.Raimundo, Edson, Wilsinho, Catanha, Coelho, Bené, Barão, Mado, Cirilo, Paulo, Paulinho, Inácio, Pedro Paulo, Miquinho, Carlos G.S, Carlinhos, Milton, Celso, Raymundo, Eurico, Santiago Diogo.

Cavaquinho: Alceu
Violão de 7 cordas: Rafael
Vocal: Eridece, Afonsina Pires, Zenilda, Zélia Bastos, Marlene da Silva, Genaro,
Estenio Barcelos, Carlos Alberto, Raimundo Lopes, Mario Machado, Marcio Lott,
Fernando Adour, Ana Lucia, Luna Messina, José Luiz, Regininha.

Arranjo: Cristovão Bastos e Marçal
Regência de Bateria: Marçal

Nossa história começou
de maneira original
Você leu meu coração
e me fez cantar
Me leva em teu delírio,
no teu sonho impossível
Que eu já ouço teu desejo
Em milhões de canais

Você sabe quem eu sou
Quando estou sentimental
Quando vejo tua flor
Nem me lembro mais
Do sonho dos terríveis,
do metal, dos insensíveis,
Das batalhas,
pelas estrelas
E nem dos heróis

Ah!
Onde você for
eu vou te procurar
Quando a saudade
chega no lençol,
O pensamento
vai longe demais

Vem,
Chega pelo vento,
vem na minha voz
Eu não aguento ver
você me olhar
Com esse jeito de quem me quer mais,
Quer mais

Você sabe quem eu sou
E eu já sei quem somos nós
Qualquer chama de amor
Queima nossa voz
Me leva ao paraíso,
Tudo é vasto em teu sorriso
E eu já posso ter certeza,
Você é real

Bateria: Picolé
Baixo: Jorjão
Guitarra: Natan
Piano Yamaha: Cristovão Bastos
DX-7 Korg : Ricardo e Kleberson
Guitarra-Solo: Pisca
Vocal: Marcio Lott, Fernando Adour, Ana Lucia, Luna Messina, José Luiz, Regininha
Arranjo: Cristovão Bastos

Vale tentar viver
Tudo demais
Você me faz descobrir
O dom de iluminar

Tudo que for sentir
Deve durar,
De tanto a luz explodir,
Aprender, conhecer,
Revelar

Sim, princesa,
Sou quem vai chegar
Da chuva da montanha
Vem se molhar

Sempre, pra sempre
Sou do seu querer
Estrela cintilante,
Vêm me valer

Vale dizer que sim,
Vale chorar
De tanto o som expandir,
Descobrir, conhecer,
Revelar

Sim, princesa,
Sou quem vem pedir
Me faz arder em brasa,
Vem, me acende
Chama, me chama,
Sou por seu querer
Estrela cintilante,
Vem me valer

Sempre, pra sempre
Sou do seu querer
Estrela cintilante,
Vem me valer

Bateria: Bala
Guitarra: Vitor
Baixo: Nico Assunção
DX-7: Flavio Venturini
Yamaha: Cristovão Bastos
Percussão: Djalma Corrêa
Vocal: Kleberson, Kiko, Ricardo, Serginho, Nando e Paulinho.
Arranjo Vocal : Kleberson e Serginho
Arranjo: Wagner Tiso
Participação Especial: Roupa Nova (Gentilmente cedido por RCA Eletrônica Ltda.)

Meu marfim pensou,
Pensou
Com o olhar se disse
Eu vou
E foi pro mar sem fim,
A fim, assim sem mim,
E foi procurar
Aonde estou
Minha jóia me procura
Bem longe de onde estou,
Nem vê as havaianas
Ao pé da nossa cama,
Nem sente o meu cheiro
No lençol, que diz:
Amor, me chama

Me ama e me jura,
Não quero te perder,
Mas perde na procura
De um jeito de me ver
Me olha na janela,
Me vê dobrar a esquina
E acha que eu não volto,
Que amar foi sua ruína
Lhe deixo um bilhete
Mostrando a ironia,
Eu sempre estive aqui,
Você é que não via

Baixo: Jorjão
Yamaha: Cristovão Bastos
Clarinete: Botelho
Korg Inglês: Braz
Flauta: Celso
Fagote: Bruno
Teclados: Cristovão Bastos
Percussão: Cidinho
Arranjo: Dori Caymmi

Nem só o que aparento
Eu gosto,
Nem tudo que represento
eu mostro,
Existe a outra,
Existe a outra,
A que não se pinta,
A que nunca brinca,
A que obedece,
A que envelhece,
Para que eu viva e cante
Todos os momentos,
Pra que eu possa sempre
Enganar o tempo,
Pra que eu possa sempre
Enganar

Nem só o que aparento
Eu gosto,
Nem tudo que represento
Eu mostro,
Existe a outra,
Existe a outra,
A que gera os filhos,
A que chora os rios,
Que costura e borda,
Faz comida,engorda,
Pra que eu te afague
Com essas mãos macias,
Pra que eu te entregue
Meus melhores dias

Existe a outra,
Existe a outra,
A que se dedica,
Que se sacrifica,
Pra que eu exista,
Pra que eu seja artista,
Pra que eu conheça
Todas as delícias.
Pra que eu mereça
Todas as carícias

Existe a outra,
existe a outra
Pra que eu conheça,
Todas as delícias
Pra que eu mereça
Todas as carícias

Existe a outra.
Existe a outra
Existe a outra

Baixo: Jorjão
Bateria: Picolé
Teclados: Cristovão Bastos e Eduardo Souto Neto
Percussão: Chacal
Guitarra: Natan
Arranjo: Eduardo Souto Neto
Arregimentação da Orquestra de Cordas: José Alves

Cordas:
Violinos:Giancarlo Pareschi( Spalla), Alfredo Vidal, José Alves da Silva,
Paschoal Perrotta,João Daltro de Almeida, Michel Bessler, Carlos Eduardo
Hack, Walter Hack, Aizik M. Geller, Ernani Bordinhão, Francisco Perrotta,
Jorge Faini, Luiz Cláudio Campos Marques, José Dias de Lana.

Violas: Frederick Stephany, Arlindo Figueiredo Penteado, Hindemburgo Vitoriano
Borges Pereira, José Dias de Lana, Nelson Baptista de Macedo.

Cellos: Alceu de Almeida Reis, Jorge Kundert Ranevsky, Jacques Morelenbaum, Marcio Eymard Mallard.